Entenda a nova política da WWE para redes sociais

1427 0

Em mais uma tentativa de filtrar as redes sociais de seus empregados, a WWE está criando diversas punições para quem promover terceiros em postagens. Nesse sentido, as entidades em questão incluem outras empresas, marcas, pessoas ou instituições de caridade. Pelo menos é isso que informa Raj Giri da Wrestling Inc.

A fonte relata que as violações começam com um aviso, depois avançam para uma multa e, por fim, chegam a suspensão. “A empresa está reivindicando a propriedade de contas de seus atletas no Twitter e Instagram por meio de uma cláusula em seus contratos que concede à WWE o uso exclusivo de sua imagem” — destacou Raj.

O assunto não é novo. Tudo começou em setembro do ano passado, quando a WWE começou a proibir seus lutadores de usar serviços de streaming, como Cameo e Twitch. Na época, Ryan Satin, antigo membro do Pro Wrestling Sheet, compartilhou uma declaração oficial da empresa sobre o assunto:

“Assim como a Disney e a Warner Bros., a WWE cria, promove e investe em sua propriedade intelectual, ou seja, nomes artísticos de artistas como ‘The Fiend’ Bray Wyatt, Roman Reigns, Big E e Braun Strowman. É o controle e a exploração desses personagens que permite à WWE gerar receita, o que por sua vez permite à empresa remunerar os melhores desempenhos na indústria do entretenimento esportivo. Não obstante a linguagem contratual, é fundamental para o sucesso de nossa empresa proteger nossos maiores ativos e estabelecer parcerias com terceiros em uma base corporativa, ao invés de no nível individual, o que, como resultado, proporcionará mais valor para todos os envolvidos.”

Reações

Na última edição do F4Wonline, Dave Meltzer e Bryan Alvarez questionaram se tirar fotos casuais na frente de um carro ou restaurante seriam infrações puníveis. Em uma atualização, a WWE afirmou que essas não seriam violações, a menos que o indivíduo em questão estivesse ganhando dinheiro com a promoção dessas marcas.

Ainda na mesma atualização, a WWE afirma que a nova política não é diferente da criada no ano passado. As modificações foram feitas apenas para incluir especificamente postagens em redes como Instagram e Twitter.

Como resultado, isso significa que lutadores da WWE estão potencialmente perdendo ganhos significativos. Um estudo da LoveUX estimou que Lana recebeu em 2020, aproximadamente, 625 mil dólares em patrocínios, o equivalente a mais de 3.300.00 milhões de reais. Da mesma forma, Mandy Rose faturou cerca de 490 mil dólares, equivalente a aproximadamente 2.650.00 milhões de reais, com 71 postagens patrocinadas no mesmo ano.

Vale lembrar que em novembro, a lutadora Zelina Vega foi liberada pela WWE ao abrir uma conta OnlyFans, estando contra a nova política da empresa.

Continue no site para outras informações.

Gabriel Munhoz

Jornalista e entusiasta de esportes há mais de uma década. Talvez você me encontre por projetos de futebol, fórmula 1 e luta livre. Conhecido por mandar muitos áudios. The artist formerly known as CJ.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais postagens

MLW

Introduzindo… MLW!

Posted by - 1 de setembro de 2021 0
Quatro anos após seu retorno, a Major League Wrestling (MLW) hoje se encontra entre as grandes empresas estadunidenses de luta…

Um último capítulo

Posted by - 13 de março de 2019 0
Ocorreu neste último domingo, dia 10, o pay-per-view Fastlane. Um evento, que a princípio parecia um tanto desinteressante, começou a…