Façam mais vezes

2879 0

No RAW de ontem, tivemos como evento principal a luta valendo o cinturão entre Sasha Banks e Charlotte. Não havia uma disputa feminina no main event do RAW desde 2004, quando Lita e Trish Stratus batalharam pelo Women’s Title. E isso, infelizmente, ainda é raro.

No ano passado tivemos Nikki e Charlotte também encerrando o RAW, mas apenas em um segmento. Luta de fato, havia mais de uma década que não víamos isso ocorrer. Se você ainda não viu a luta, pare por aqui e vá assistir. Agora que já posso dar o famoso spoiler, que coisa linda foi o final dessa luta. Charlotte batendo sem parar em Sasha, berrando para ela ficar no chão depois de escapar de um Natural Selection. E o Banks Statement é algo sempre prazeroso de se ver executado, e apesar da luta para escapar, Banks se tornou a nova campeã. Público de pé aplaudindo, narradores se despedindo e todos indo dormir contentes.

196_raw_10032016jg_2439-6b603f25ba4fbb31ab1774b779fec088
Foto: WWE.com

No fim, o que se via era a emoção das duas, não só pela grande luta que fizeram, mas também pelo espaço que sentiram ter conquistado. Podemos até creditar o choro sendo pela derrota, mas sabemos que na verdade aquelas lágrimas estavam caindo pelo conjunto da obra.

Até um período atrás, era passível de se entender o porquê de não “arriscarem” colocar as garotas no evento principal. Não se via qualidade no wrestling feminino, eram apenas modelos com uma ou outra wrestler de verdade. Mas no momento atual, as garotas dão um banho de qualidade, superando muitas vezes os próprios atletas.

175_raw_10032016sb_1994-dec31a80926fbebc12bf97116e077d6d

Agora, ficamos na expectativa do próximo capítulo desse avanço feminino na WWE. Já vimos as garotas serem evento principal do NXT, já vimos elas roubarem a cena fechando o Takeover com chave de ouro, e acabamos de acompanhar o passo mais largo dado até agora, encerrando um RAW com uma disputa incrível de cinturão. Resta um singular objetivo jamais alcançado: ser o main event de um PPV principal. Creio que seja não mais uma questão de quando, mas sim uma questão de qual.

Airton Reis

Conheci a luta livre em 2008 e isso mudou a minha vida. Surgiu a ideia do WrestleBR em 2014 quando a WWE passou a ser ao vivo por aqui. Desde então, escrevo sobre tudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais postagens