LKSTATS – BATTLEGROUND 2015

1948 0

Assim como no tênis, a WWE tem os seus eventos principais no ano. Mesmo que alguns não tenham mais o mesmo prestígio dos anos dourados da empresa, hoje são quatro os “Grand Slams” da empresa. Um desses se aproxima: em agosto, o maior evento do verão, nosso querido SummerSlam. Os eventos que antecedem o evento trazem um build up para possíveis feuds ou combates no tradicional evento de agosto.

Podemos dar um exemplo claro quanto a esse build up. A WWE fez um evento exclusivo para usuários da Network, rumando para um dos maiores territórios de wrestling do mundo, o gigante estava no leste. O evento no Japão nos trouxe dois pontos importates: o primeiro é o retorno de Brock Lesnar, trata-se de uma lenda e é um bom nome para vendas no SummerSlam. O outro ponto é Kevin Owens perdendo o cinturão do NXT. Agora o seu caminho para ser o novo campeão dos Estados Unidos e estar figurando entre os grandes no roster principal fica mais claro e fácil.

ESTA É A LINHA FINAL PARA O MAIOR EVENTO DO VERÃO!

Inicialmente, o Battleground não fazia parte desta espécie de caminho para o SummerSlam. A primeira edição substituiu o Over the Limit e ocorreu em outubro de 2013. Naquele momento a Authority ascendia como os novos poderosos da empresa. Depois da primeira edição, o Battleground foi para julho em 2014, mês que antes tinha como principal evento o Money in the Bank, que agora era movido à junho. Curiosamente, a edição de 2014 nos trás um número especial: dos 18 lutadores envolvidos no evento de 2015, 6 participaram da 19-man Battle Royal pelo título Intercontinental, inclusive tendo o vencedor daquele combate, The Miz.

Também temos estreias no mínimo curiosas. The Big Show, lutador da empresa há quase duas décadas fará seu primeiro combate no evento. Retornando de sua suspensão, Brock Lesnar fará o combate pelo o título mundial, que é o único tipo de combate que Lesnar está envolvido em PPVs desde que venceu John Cena e se tornou WWE Champion no fim do ano passado. Porém, se contarmos o Beast in the East, Brock quebrou este tabu ao vencer Kofi Kingston em um rápido combate. Teremos um combate pela coroa de King Barrett. Se R-Truth vencer o inglês no Kickoff, se tornará o primeiro não-europeu desde Booker T a possuir a coroa de King of the Ring.

Já situados sobre o evento de domingo, vamos falar um pouco sobre os combates e mostrar o retrospecto dos lutadores no evento. Sigam-me os bons!

 

R-Truth vs King Barrett: O combate que dará o pontapé inicial para o Battleground 15’ envolverá a disputa por um trono. Bad News Barrett, que venceu a última edição do King of the Ring colocará sua coroa em jogo contra Truth, que se vencer será chamado no Brasil de Rei Truth (eu quero essa piada infame no meu caixão). Tratando-se de um Pay Per View recente, indo para a sua terceira edição, teremos um fato inédito: é a primeira vez que Truth não disputará um combate pelo o Intercontinental Championship no evento. Nas duas últimas edições esteve presente e em nenhuma das duas saiu como vencedor. Para continuar os momentos inéditos, é a estreia de Barrett no Battleground. Será que o rei será mantido no trono ou teremos um novo rei nos ringues da WWE?

R-Truth em Battlegrounds (0V/2D)

  • 2013 vs Curtis Axel pelo título Intercontinental – DERROTA
  • 2014 @ 19-man Battle Royal pelo título Intercontinental: ELIMINADO por Ryback e Cesaro

King Barrett em Battlegrounds

  • ESTREANTE (Kickoff no Youtube)

 

 

Prime Time Players © vs The New Day: NIGGAS EVERYWHERE! Após alguns anos como dupla, Darren Young e seu parceiro, Titus O’Neil finalmente tem os grandes cinturões de bronze. Por mais que bronze não valha tanto quanto millions of dollars, os PTP lutaram muito pelo o cinturão, inclusive vencendo os atuais desafiantes ao cinturão, a New Day. O trio que pode mesclar seus lutadores perdeu Big E e Xavier Woods. Qual será a formação que o trio parada dura de 2015 usará neste domingo? Exceto Darren Young, pela a segunda vez os lutadores estarão no mesmo combate. No ano passado os 4 estavam na 19-man Battle Royal pelo o título Intercontinental.

TAG TEAM © – Prime Time Players: Darren Young (0V/0D) / Titus O’Neil (0V/1D)

  • Young: ESTREANTE
  • O’Neil: 2014 @ 19-man Battle Royal pelo título Intercontinental: ELIMINADO por Bo Dallas.

The New Day: Xavier Woods (0V/0D) / Big E (0V/0D) / Kofi Kingston (0V/2D)

  • Woods: 2014 @ 19-man Battle Royal pelo título Intercontinental: ELIMINADO por The Great Khali
  • Big E: 2014 @ 19-man Battle Royal pelo título Intercontinental: ELIMINADO por Cesaro
  • Kofi Kingston: 2013 vs Bray Wyatt – DERROTA
  • 2014 @ 19-man Battle Royal pelo título Intercontinental: ELIMINADO por Cesaro

 

Roman Reigns vs Bray Wyatt: Parece que o grande fetiche de Bray Wyatt não é ter a alma dos lutadores e sim perseguir antigos lutadores da SHIELD. Depois de uma memorável rivalidade com Dean FN’ Ambrose, o querido Brayzinho irá tentar levar a alma de Roman Reigns para o plano da irmã Abigail. O primo de Dwayne após o combate na WrestleMania vem continuando a encarar os top heels da empresa, mas suas mãos nãos estão mais tão próximas do principal cinturão da WWE. Segundo a ordem do meu confiável site de pesquisas sobre WWE, o Wikipédia, Bray participou nos dois Pay Per Views das antipenúltimas lutas, vencendo Kofi Kingston em 2013 e perdendo para Chris Jericho em 2014. Vamos lá.

Bray Wyatt (1V/1D)

  • 2013 vs Kofi Kingston: VITÓRIA
  • 2014 vs Chris Jericho: DERROTA

Roman Reigns (0V/2D)

  • 2013 w/The SHIELD vs Cody Rhodes e Goldust: DERROTA
  • 2014 vs John Cena ©, Kane e Randy Orton pelo WWE Title: DERROTA

 

Randy Orton vs Sheamus: O guerreiro celta retornou a WWE com um visual novo, música nova e uma atitude totalmente diferente. Agora, um “badass” completo, Sheamus se tornou o novo Mr. Money in the Bank e com essa maleta tem a oportunidade de se tornar o principal campeão da empresa. Porém, antes de se tornar (ou não) o WWE Champion, o dono da maleta sempre arruma uma rivalidade para elevar seu status, e não seria diferente com o irlandês. Randy Orton vai enfrentar o mesmo, e é a primeira vez em Battlegrounds que a víbora não lutará pelo o WWE Title. Em 2013 e 2014 esteve envolvido nos combates, em um saiu derrotado e no outro (não respectivamente) terminou em No Contest. Será que o resultado será positivo para Randy ou Sheamus mostrará porque tem a valiosa briefcase?

Randy Orton em Battlegrounds (0V/1D/1NC)

  • 2013 vs Daniel Bryan – NO CONTEST
  • 2014 vs John Cena ©, Kane e Randy Orton pelo WWE Title: DERROTA

Sheamus em Battlegrounds (0V/1D)

  • 2014 @ 19-man Battle Royal pelo título Intercontinental: ELIMINADO por Dolph Ziggler

 

 

John Cena © vs Kevin Owens: KILL STEEN KILL! Sim, estou parado no tempo. Há alguns anos olhava para este gordinho e pensava que as portas da WWE estariam fechadas para ele e uma grande parcela das estrelas do mundo alternativo da luta livre: as federações indys. Mas uma revolução comandada por Paul Levesque, o homem da Sledgehammer, trouxe grandes nomes para a grande companhia do wrestling. Steen chegou junto a nomes como KENTA e Prince Devitt, se tornou Kevin Owens e em alguns meses já está no roster principal em uma rivalidade com o maior nome da empresa. Sim, ele mesmo, John Cena! Agora, livre de todos os impedimentos para não se tornar campeão no main roster (perder o NXT Title no Japão não é tão ruim assim), Owens está em rota de colisão para conquistar o título dos EUA (que está tendo um ótimo reinado com Cena, vale ressaltar). É a segunda vez que Cena disputará um título no Battleground, ano passado defendeu o WWE Title contra outros três lutadores já citados em stats acima. Em 2013 esteve ausente do evento por estar lesionado, o que é uma baita curiosidade, já que é difícil vermos John Cena lesionado.

UNITED STATES © – John Cena em Battlegrounds (1V/0D)

  • 2014 vs Roman Reigns, Kane e Randy Orton pelo WWE Title: VITÓRIA

Kevin Owens em Battlegrounds (0V/0D)

  • ESTREANTE

 

 

Seth Rollins © vs Brock Lesnar: O heel oportunista (e normalmente azarão) vence a luta em um golpe de sorte, é campeão por um milagre e se gaba disso. Vence alguns lutadores de nível igual ou superior, até enfrentar um grande desafio, um lutador quase invencível. Daí ele não passa. Mas acaba passando e se consolidando como um grande heel campeão. Quantos lutadores você pode definir apenas com este pequeno momento? A WWE adora esse estilo de build-up e está prestes a fazê-lo novamente no domingo. Brock, que retornou aos ringues no Oriente, vencendo Kofi Kingston em menos de 3 minutos, colocou sua cláusula de revanche em jogo e terá contra Seth Rollins a oportunidade de provar o porque é um dos lutadores mais temidos da atualidade. Já Seth terá a chance de ouro para provar que o seu momento na WrestleMania 31 não foi apenas o acaso, mas apenas o nascimento de uma lenda.

WWE © – Seth Rollins em Battlegrounds (1V/1D)

  • 2013 w/The SHIELD vs Cody Rhodes e Goldust: DERROTA
  • 2014 vs Dean Ambrose: VITÓRIA

Brock Lesnar em Battlegrounds (0V/0D)

  • ESTREANTE

 

Particularmente me agrada o card do Battleground desse ano. Com menos lutas que os anteriores (em média tinha 8 ou 9, esse possui 7 até o momento) parece que teremos tempo para o desenvolvimento das lutas. Com a lesão de Ryback podemos ter a entrada de um combate com Neville ou até mesmo um segmento maior. A falta de um combate entre divas no evento não me agrada mas é explicável. A estreia das lutadoras da NXT na última edição da RAW gera um tempo maior para um build up para o SummerSlam, evento que até o momento com rumores promete ser um grande momento da empresa em 2015, com chances até do aparecimento de Undertaker. Como rumores nunca são completamente confiáveis, vamos esperar e aproveitar o show que provavelmente não irá decepcionar. Acompanhe junto comigo e o @wrestlebr no domingo, só clicar e seguir!

 

twittercover

Lucas Gomes

Não sou um profissional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais postagens

Dê a ele uma chance

Posted by - 14 de dezembro de 2015 0
Indiscutivelmente, ano passado não era o momento certo para Roman Reigns receber a oportunidade que lhe foi dada. Quando ele…