O Brasil nunca esteve tão presente na luta livre mundial

1207 0

É fato que 2020 é um ano bastante atípico. Uma pandemia assola o mundo todo e faz um número enorme de vítimas diariamente no mundo todo. Mesmo assim, a luta livre praticamente não parou, e os lutadores do Brasil estão conquistando um ótimo espaço na luta livre mundial.

Em menos de quinze dias, tivemos brasileiros participando em quatro empresas de luta livre americana: WWE, AEW, NWA e AAW. Vamos aqui nesse texto comentar um pouco de cada um deles e o que podemos esperar.

Arturo Ruas no seu melhor estilo

Foto: WWE

No começo do ano começaram rumores de que Paul Heyman queria Arturo Ruas no RAW, ainda que não tivéssemos visto muito dele no NXT. Mas com a chegada do RAW Underground, tudo passou a fazer mais sentido. O estilo mais “de rua”, sem cordas e com roupas casuais, encaixou perfeitamente no que precisava acontecer para que Arturo Ruas cravasse seu nome na WWE.

Dito e feito, desde a sua estreia, Ruas vem sendo bastante elogiado pelos fãs de luta livre, não só do Brasil, mas do mundo inteiro. Sua luta com Dolph Ziggler no RAW de 21 de setembro foi a melhor até agora, mostrando suas habilidades de uma forma bem irreverente, seguindo o mantra de que “técnica é tudo”. No final, Ziggler jogou sujo e venceu, mas isso nem importou tanto assim.

Rita Reis estreou no NXT

Foto: WWE

Diretamente do Amazonas para a WWE, a queridíssima Rita Reis já conquistou todo mundo pelo seu carisma e dedicação. Antes da pandemia, ela já havia participado de alguns shows não televisionados do NXT, mas agora ela finalmente teve a sua estreia na TV americana.

Foi uma batalha real para determinar quem enfrentaria a Io Shirai pelo cinturão do NXT, onde já pudemos ver a brasileira mostrando suas habilidades vindas do jiu-jitsu, mas ela não contava com a força de Raquel González, que pegou Rita pelo braço e jogou para fora do ringue.

Dobradinha brasileira na AEW

Cezar Bononi e Tay Conti foram mais dois a representar o Brasil na luta livre mundial, onde lutaram no AEW Dark desta última terça-feira, 30/09. Tay Conti já lutou algumas vezes e está oficialmente contratada pela AEW, enquanto que Cezar Bononi fez a sua primeira luta nesse episódio. Ainda não está oficializado como lutador da AEW, mas muito em breve seu nome estará presente na lista do roster oficial da empresa.

Ambos os brasileiros foram bastante elogiados pelos seus combates, e é certo que veremos cada vez mais aparições deles nos programas da All Elite Wrestling. É incrível ver como talentos podem ser desperdiçados por falta de oportunidades, e vê-los saindo bem dessa forma é muito bom. Mas, se eu fosse a Tay tomaria cuidado com essa amizade com a Anna Jay…

May Valentine no Prime Time Live

Mayra Dias Gomes estreou no fim do ano passado como May Valentine na NWA, onde ela apareceu como a namorada de Royce Isaacs. Dessa vez, ela esteve presente como repórter. Ainda não vimos May nos ringues, mas há grandes chances disso acontecer no futuro.

Christi Jaynes lutou no AAW Alive

A brasileira Christi Jaynes fecha a nossa lista do Brasil na luta livre, onde ela lutou contra a americana Hyan. Diretamente de Niterói – RJ, Christi Jaynes figura no meio independente do wrestling mundial há um bom tempo. Tendo passagens no Stardom, Impact, AEW e muitos outros ao redor do mundo.

Onde assistir os brasileiros lutando?

Você pode acompanhar a WWE pelo Fox Sports 2, com o RAW e Smackdown ao vivo, além dos eventos exclusivos através da assinatura da WWE Network. Você pode acompanhar o AEW Dynamite assinando o AEW+ na FITE.tv, onde você também poderá acompanhar os eventos especiais da NWA (que possui shows semanais de graça no YouTube), AAW e muitos outros. Utilizando o código 0yev8kn você receberá $10 de créditos para comprar qualquer PPV no FITE. Aproveite!

Airton Reis

Conheci a luta livre em 2008 e isso mudou a minha vida. Surgiu a ideia do WrestleBR em 2014 quando a WWE passou a ser ao vivo por aqui. Desde então, escrevo sobre tudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais postagens