O caminho para a Wrestlemania

2761 0

Todo fim de ano é a mesma coisa. Ficamos na inércia de histórias nem tão boas assim, algumas vezes apenas preparando para o que estar por vir, muitas vezes sem nexo algum. Mas tudo isso é um preparativo para o bombardeio de acontecimentos que o começo do ano nos proporciona.

Todos querem os holofotes do Grandest Stage of Them All, todos querem seu passaporte para cravarem eternamente seus nomes na história da luta livre. Mas, ainda que tenhamos quase metade de um dia de evento, cada minuto dele é puro ouro e vale toda uma vida. 30 segundos no Showcase of Immortals é o suficiente para se lembrar para todo o sempre.

As expectativas são altíssimas, e precisam ser. Afinal, esse é o momento que todos esperam durante o ano. Não existe concorrência nesse dia. Todos param tudo que estão fazendo para acompanhar. Você pode estar há anos sem saber nada sobre a WWE, mas nesse dia você assistirá. E os responsáveis por trazer essa emoção sabem disso, e darão a vida para não só estar lá, mas garantir que aquele momento se torne inesquecível.

Mas ainda temos três paradas antes de poder partir o bolo. Primeiramente, trinta (ou até quarenta) tentarão ser o primeiro a garantir sua presença no palco principal. É o primeiro gosto que provamos do que está por vir, é o menu de entrada do restaurante. Depois, teremos a volta de uma das coisas mais legais e perigosas da companhia. Coloque seis lutadores numa jaula toda de aço e deixe que eles se degolem até um sair consagrado. E a literalmente, o último passo antes da glória é a linha de chegada.

E então chegamos à ela. O maior evento, o maior público, o maior card. Tudo é tão grandioso quanto o seu próprio tamanho, ainda que, nada nunca será maior que o evento. Foi lá que vimos Undertaker criar sua streak. Foi lá que sofremos ao vê-la ir embora. É lá que as coisas acontecem. Esquecemos de tudo de nossas vidas para viver esse momento. Você manda sua família inteira sair da internet para não correr o risco de uma simples travadinha. Não existe nada que você tenha aguardado tanto quanto isso, e o caminho que agora se inicia o levará até ele.

Senhoras e senhores, estamos na Road to Wrestlemania.

Airton Reis

Conheci a luta livre em 2008 e isso mudou a minha vida. Surgiu a ideia do WrestleBR em 2014 quando a WWE passou a ser ao vivo por aqui. Desde então, escrevo sobre tudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais postagens

O ringue e você

Posted by - 13 de fevereiro de 2016 0
Eu não sou um grande conhecedor do amor, mas gosto de definir como um lugar que não adianta quantas vezes…