Cabelera Match

62 0
A cabelera de Cameron Grimes

Para fingir que eu sou uma pessoa antenada eu direi que estou fazendo esse texto porque o Cameron Grimes vai lutar contra um outro candango chamado Duke Hudson do NXT 2.0 numa hair vs hair match.,

Protege a cabecinha

Esta frase parece estranha, mas é importante em muitos contextos. Quando falamos de uma luta pela cabelera? Mais importante impossível. 

Lutas pelo direito de raspar a cabeça do seu oponente sempre pareceram algo muito interessante para mim porque da a impressão de ser uma disputa por honra ou, em outro espectro, pelo direito de humilhar ao máximo seu adversário. 

Eu faço ideia do que significa o cabelo grande em alguma cultura? Porra nenhuma. De qualquer forma eu sei que quando alguém diz “SUA TALARICA FODIDA, TU VAI FICAR CARECA” para uma menina é porque o negócio é sério. 

Recentemente rolou uma luta muito legal pelo direito à careca entre Giulia e Tam Nakano, uma rivalidade que já estava rolando há um tempo e culminou neste embate de maquininhas, tesouras e giletes. 

A luta em sim é bem maravilhosa, mesmo que este não seja o ponto aqui. O importante é que no final, METERAM-LHE A MÁQUINA. 

Foi assim quando tiraram a trancinha do Suzuki, quando o Eddie Guerrero e o Art Barr perderam o Mullet e quando o paquito da galera, CM Punk, perdeu sua madeixa longilínea para Rey Mysterio. 

Vale aqui dizer que o Rey não apostou o cabelo, e sim a máscara, o que também é uma ótima aposta, muito comum em eventos de Lucha Libre. Triplemania rola pra caralho, todo ano um velho perde uma. 

Neste evento que o Eddie e Art perderam a pelugem, por exemplo, o Konnan – aquele da LAX, da NWO e afins – perdeu sua máscara numa luta que valia o cabelo do seu algoz Pero Aguayo.

Enfim, eu não posso participar de uma dessas porque eu já sou careca, mas se um dia minha máscara da lojinha da Marvel chegar, eu CERTAMENTE vou apostar ela pra rapar a cabelera de alguém.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais postagens