Fui atrás de wrestling no Japão e olha no que deu

1937 0

Olá Brasil, finalmente estou dando o ar da graça no bloguinho do Airton, até porque faz um ano que ele me cobra de aparecer aqui, rs. Eu sou a Isabelle, mas nas internets estou como isabeu ou isabelita da lutinha. Pois bem, no tuiter eu comecei uma série chamada ~fui atrás de lutinha fake e olha no que deu~, tuitando fotos e vídeos de rolês que envolviam wrestling que fiz nas últimas três semanas em Tóquio. Assim sendo, decidi transformar os tuites neste texto, dando mais detalhes sobre os locais. Sem querer virou um estudo de campo sobre wrestling no Japão (não desistam de mim, plis).

Respira fundo, pega na minha mão e vem comigo.

Qualé que é da lutinha fake japonesa

Em resumo, a minha vida antes de vir pra cá era: assistir WWE religiosamente na Fox Sports, e NJPW por gifs no tuiter e melhores momentos no YouTube. Eu sou muito preguiçosa pra assistir coisas por stream, ao mesmo tempo que os horários da lutinha japonesa eram impraticáveis. Vontade tinha, só que a preguiça intelectual sempre me vencia.

Hoje é ao contrário, assisto NJPW, enquanto a WWE fica de som ambiente, rs. Vamos combinar que a WWE não está nos seus melhores meses dias, então eu comecei a assistir só por ter virado uma tradição das minhas noites de segunda-feira e terça-feira. Tudo que o Moxley falou no podcast do Jericho é 100% euzinha: amava as promos, e hoje está sem condições. E tal qual fez Moxley, mudei de lado.

Meu atual status como consumidora de lutinha fake

Experiências anteriores com lutinha fake

A minha referência de lutinha fake sempre foi a WWE, e somente a WWE. Quando eu fui burguesa safada nos states, isso lá em 2009, um ano só que a WWE estreou no SBT, fiquei DOIDA que tinha produtos de wrestling no Walmart, como também tinha papelão dos lutadores em tamanho real numa loja tipo livraria. Sem contar que eu ligava a TV e dava a lutinha no áudio original. Não só achava sensacional tudo aquilo, como pensava que era o máximo de lutinha fake que teria. Imagina ir no supermercado e comprar uma camiseta da WWE?

Dez anos depois, ainda burguesa safada que sou, estive nos states ano passado e fiquei no F5 um mês antes pra comprar ingresso pro live event do NXT. Eu simplesmente não podia CONCEBER a possibilidade de não ir numa lutinha fake ao vivo estando nos states. Comprei Golden Circle, no corredor da entrada e saída dos wrestlers, segunda fileira, e de brinde vi o Cesaro.

Como eu imaginava que seria a lutinha no Japão x Como é a lutinha no Japão

Tipo, eu e todos nós sabemos que a lutinha fake japonesa é famosa no mundo todo, mas na minha ingenuidade achei que seria algo que tu teria que se esforçar pra encontrar vestígios de lutinha pela cidade (que não é pequena kk). Até que na primeira semana andando pra casa:

Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Como assim tem um PÔSTER de WRESTLING na avenida que eu caminho todos os dias? Até que:

Comprei um kit de pastas pra folhas porque me amo. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Como assim tem PRODUTOS de WRESTLING numa loja de acessórios em plena Harajuku? Até que:

Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Como assim tem um FLYER de WRESTLING no balcão do caixa na loja que eu estava comprando um livro do Dragon Ball?

Eu vim com uma lista de lugares previamente pesquisados pra ir, já que acreditava no quão difícil seria ver lutinha pelos lugares. Mas a lutinha foi me encontrando pelo caminho, também.

Os rolês de wrestling japonês

1# NJPW SHOP (Tokon Shop Suidobashi)

A fachada da loja da NJPW devia ser elogio. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Óbvio que o primeiro lugar que eu ia me enfiar tinha que ser a rainha de todas, né? kk 

Deu vontade, Brasil? Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Mas a senhora é bonita, hein NJPW? Foto: acervo pessoal/@itzabeu

A fachada é lindona, sendo que tu vê desde o início da ruazinha. Eu já tinha visto foto nas internets, mas ao vivo é 10/10. Daí tu pensa que é uma loja nível Disney Store, com andares de coisas com o leãozin estampado, o Okada de recepcionista, o Naito no caixa.

Considerações sobre a loja

Gente, a loja é muito pequena, fiquei chocada na Ásia. A fachada é o triplo do tamanho da loja em si. Esperava mais, hein dona NJPW? Enfim, num cantinho tem homenagem ao passado da empresa, com uma TV passando lutinha:

Xarope, esse canto da loja. Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Bora conseguir trabalho na lojinha da lutinha pra assistir lutinha o dia todo. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

E a loja em si tem todos os merchans, desde todas as camisetas inimagináveis até perfume:

Comprar umas brusinhas. Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Os preços são aquilo, né, quem converte não se diverte. A camiseta do Okada e do Tanahashi são as mais caras, custando uns R$139 (e acho compreensível, que olha de quem estamos falando), e de outros wrestlers varia entre R$105 e R$120. Tem uns cacarecos tipo caneta, porta-ingresso, caneca, isso tudo varia entre R$35 a R$60.

Até a Hello Kitty está metida com lutinha fake. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Como falamos uma vez no famigerado grupo do zap do Wrestleamigos, tem gente que gasta mais que isso em camisa de time de futebol e de outros esportes. É questão de ter ou não poder aquisitivo pra comprar brusinha de lutinha fake. Eu não tive nesse dia, mas tô fazendo caixa 2 do dinheiro do almoço pra comprar a camiseta da NJPW pra fazer cosplay de Young Lion.

Vale a pena?

Eu levei mais tempo no metrô do que dentro da loja de tão pequena e sem interatividade. Mas pra tirar foto na fachada com o leãozin, vale. E quem sabe acaba topando com algum wrestler *sonha*.

Endereço pro Google Maps: 〒101-0061 Tokyo, Chiyoda City, 10, 三崎町2−10−5 第1一国ビル 2F

2# TOUDOUKAN

Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Essa loja eu descobri pela senhora Google, jogando “wrestling shop in Tokyo”. Pensa num brechó, mas num brechó enorme de dois andares com trocentas coisas que nem dá pra olhar uma por uma, que tu se perde no meio:

Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Muitas opções de lutinhas. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Tudo isso fica na fachada do prédio.

Até a máquina de bebidas é de lutinha. Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Considerações sobre a loja

Só o primeiro andar é um mar de fitas VHS de tudo que se possa imaginar, japonês ou não, e também de outras modalidades de luta:

Isso é só 1% do que tinha de fitas por lá. Foto: acervo pessoal/@itzabeu
É muita fita, mano. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

No segundo andar, já são todos os colecionáveis possíveis e impossíveis: desde a cadeira usada na luta tal até a roupa dos wrestlers usada na ocasião X. Só achei creepy que vendem muita roupa de wrestler feminina com a calcinha…………….

Muito que bem. Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Roupa do KAATO ANGURU por R$5625. Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Pegar uns tétano. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

A minha parte favorita era o tanto de máscara que (dizem) foi usada pelos próprios wrestlers. Daí os preços chegam a bater R$2700, obviamente:

Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Parece aqueles animais selvagens que viram prêmio na sala de estar. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

A loja é bem democrática, tendo artigos de wrestling do Japão e dos Estados Unidos, tudo junto e misturado. Eu vi mais coisas de WWE lá do que nos states (mas deve ser mais inflacionado). Os cinturões chegam a uns R$2000, dependendo do título:

Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Vale a pena?

Pra quem curte história do wrestling, é um paraíso. Por outro lado, não acho um lugar de se fazer compras, só se tu tem tudo isso pra desembolsar. E se a cadeira de arame farpado orna com a decoração da tua sala.

Endereço pro Google Maps: 〒170-0002 Tokyo, Toshima City, 5, 豊島区巣鴨2丁目5−12 ガーベラ巣鴨ビル 1F&2F

3# Hobby Shop Back Drop

Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Esse rolê não foi planejado. Eu estava em Akihabara e pensei ~tá, não é possível que não exista NADA de wrestling aqui, todos os fandoms devem ser contemplados~. Joguei no Google, e não é que tinha uma loja de lutinha?

Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Considerações sobre a loja

A loja Back Drop é tipo uma fusão da NJPW com a Toudoukan. Vendem coisas da WWE, da NJPW, algumas outras coisinhas daqui e ali, e itens antigos.

Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Na real, não é bem uma loja de wrestling, é uma loja que vende coisas colecionáveis, daí tem um canto com coisas de wrestling. Vendem Funkos de todos os assuntos e aeromodelos, então o foco não é lutinha, mesmo o caixa sendo coberto de pôsteres dos próximos shows.

O ponto alto do rolê foi eu entrar na loja e ouvir os dois caixas falando sobre o Moxley, kk.

Vale a pena?

Não é uma super experiência de wrestling. Mas pra quem está com tempo limitado e só quer comprar produtos de lutinha (tem até da AEW), independente se é da loja oficial, é bem mais conveniente. Como a loja da NJPW e da Toudoukan não ficam numa região turística, a Back Drop facilita muito, principalmente se tu gosta de anime e afins. Os preços não são os mesmo das lojas oficiais, mas daí é o preço que tu pagaria baldeando de metrô, né.

Endereço pro Google Maps: 〒101-0021 Tokyo, Chiyoda City, Sotokanda, 1 Chome−11−5 スーパービル 5F

4# ANTONIO INOKI SAKABA

Se soubesse teria comido no Mc Donald’s. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Eu nem ia citar esse lugar. Não que tenha sido péssimo, mas eu fui gado d+ indo lá.

O visual é bonito. Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Me colocaram na mesa ali no canto direito, não recomendo. Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Considerações sobre o restaurante

Pois bem, eu pensei ~por que não ir num bar com temática de lutinha fake?~. Tipo, a decoração do lugar é muito legal, mas: (1) é um lugar pra ir com amigos, e não sozinho e abandonado que nem eu fui, (2) tem uma música alta infernal que toca em looping, (3) toda vez que alguém chega, a garçonete anuncia e toca o sino, e me colocaram sentada do lado do sino, e (4) uns caras que tavam visivelmente bêbados e folgando nas garçonetes me deixaram desconfortável (aqueles três ali da foto).

A pipoca estava salgada, fiquei triste. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Pedi um melon soda e um tipo de okonomiyaki que esqueci o nome. A pipoca é cortesia. Tem alguns pratos que as garçonetes fazem todo um teatro de chamar todo mundo pra gritar e aplaudir, é uma doideira divertida. Se estiver com amigos.

Daí tá, engoli a comida pra ir embora já que não tava me sentindo confortável. Cheguei pra pagar, né.

Mano

Eles cobram

DEZOITO REAIS

SÓ POR TER SENTADO A BUNDA NA CADEIRA.

Vale a pena?

Até hoje eu tô braba por ter gasto SETENTA E OITO REAIS por TRINTA MINUTOS que fiquei lá. Isso que eu pedi as coisas mais baratas do menu. Acho que nem indo com amigos vale o esforço. Agora estou só pelo dia que a NJPW vai fazer um café de lutinha estilo maid café com show do Taichi cantando sem abrir a boca.

Não vale a pena, mas pra tirar foto é show.

Endereço: 〒160-0022 Tokyo, Shinjuku City, Shinjuku, 4 Chome−1−13 田園ビルB1

5# STARDOM

aaaaaaa. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Agora vamos pra lutinha fake de verdade.

Nunca que eu imaginei que veria lutinha num galpão. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Os shows costumam ser no Shin-Kiba 1st Ring, e que lugarzinho pra se achar. É uma região portuária, daí esse coiso fica naquelas casinhas de brasilit que normalmente se guardam produtos de exportação. O 1st Ring fica no meio de outras casinhas iguais, e no meio. Praticamente camuflado.

Considerações sobre o show

O público é completamente diferente do que vi no NXT, mas não estranhei porque é o mesmo tipo de público das minhas idols, então super me senti à vontade, rs. O NXT tinha muito mais famílias e casais, enquanto o STARDOM tem grupos de amigos e homens sozinhos. Eu vi só uma menina duns 8 anos acompanhada da mãe lá no meio, e poucas moças.

Euzinha faceira pra ver lutinha fake de verdade. Foto: acervo pessoal/@itzabeu

Eu comprei o ingresso na Lawson (loja de conveniência), e não tem (ou não vi) a opção de escolher o lugar exato, só de escolher ingresso A, B ou C (do melhor pro pior). Eu peguei o B por ser o menos caro, mas não tão ruim de visão (sem nem saber como que é a distribuição dos lugares). O assento era marcado, e eu, n00b, não sabia e fui ver depois de ter comprado o ingresso. E ainda sentei no lugar errado, porque não notei que existia uma lógica kk. Mas pedi ajuda pra dois moços da plateia que super ajudaram, fãs de lutinha fake maravilhosos. E no fim o meu lugar era muito bom, na terceira fila, colada no ringue. Tão colada que dava pra ver todos os cabelos que caiam durante a luta (foram muitos, fiquei apavorada).

Fim de show. Foto: acervo pessoal/@itzabeu
Considerações sobre a experiência como telespectadora

Pois bem, começou o show (não tirei foto porque eles tiram fotos profissionais e postam no tuiter, então f*da-se), e nas duas primeiras lutas eu fiquei meia arrependida de ter ido. À primeira vista, achei bem tosco, como também tinha um ritmo ruim. Mas depois dessas duas lutas foi tudo 10/10, muito legal de assistir ao vivo. É uma loucura, é muita luz piscando, música alta, e bastante gritaria.

Após as duas primeiras lutas, quando me dei conta já estava passando raiva que quem eu gostava era pinada, do mesmo modo que os demais do público torciam e se decepcionavam com o resultado. A plateia super interage e é respondida. Sério, elas fazem um show muito legal, não deve pra ninguém. Programa topson pro fim de semana (se tu não converter o preço).

E mais: temos que fazer um ode às lutadoras da STARDOM, que muitas começam a carreira de wrestler com CATORZE anos. Acima de tudo, certamente o que mais se nota durante o show é o tanto de amor que é transmitido por elas. Bem como o ambiente que, mesmo atrolhado de homem, é muito de boas. Ainda sobre o público, vi uns cinco estrangeiros além de mim, sendo que nem esperava ver algum. Também vi fãs com camiseta da NJPW, visto que tinha o G1 Climax no fim da tarde. Overdose de lutinha, eles tiveram (queria).

Vale a pena?

Sim, tanto que estou fazendo Caixa 2 pra ir no final do ano, de novo. MAS CONTUDO E ENTRETANTO uma ressalva: achei caro pra 1 hora e meia de show. Paguei R$145 enquanto, SIM EU VOU COMPARAR, paguei R$42 pelo NXT (tirando o que gastei de uber, que foi um horror). O local em si não é dos melhores, até porque é praticamente um galpão. Claro que, pensando na moeda local, é relativamente acessível, e é um show que tem várias vezes na semana. Se eu ganhasse em ienes com certeza iria pelo menos uma vez por mês.

*****

Por fim, é isso. Obrigada pra quem leu até o fim, ou pra quem só olhou as fotos. Em algum momento estarei de volta, talvez assim que eu for no WRESTLE KINGDOM e tals. Antes que o Jushin Liger me deporte, também.

NJPW, se tu está lendo aqui: contrata eu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais postagens