Resenha Fashionista: A guerra dos looks no Survivor Series

85 0

Todos bem sabemos a grandessíssima merda que foi o Survivor Series desse último domingo. Um evento lotado de coisas completamente desnecessárias, a começar pelo mais desnecessário de todos eles, o velho Vince, que durante o show fez algumas aparições, fazendo seus funcionários se prestarem a papéis vexatórios como por exemplo, bater palminha pra ele e pra um ovo no estacionamento do estádio. Ninguém liga pro teu ovo enrugado seu velho desgraçado, morra engasgado com ele.

Outro fato que não pode passar despercebido é que todo o show rodou em volta da comemoração dos 25 anos da estreia de The Rock na WWE e pra homenagear esse fato emocionante na história da luta livre, resolveram enfiar a próxima leva de demitidos no ringue e fazer uma maravilhosa Publi Battle Royal. Sim menina, fizeram isso, afinal, a gente reclama tanto que um monte de gente lá dentro não é usado pra nada né, obrigada Vinny. Ah, não esquecendo do grande “falô trouxa” que os pagantes tomaram, porque o The Rock mesmo minha filha, ficou lá no conforto da casinha dele assistindo aquela palhaçada, caladinha pra vencer. BEM FEITO BANDO DE TROUXA.

Imagens exclusivas do publico que pagou para ir ver The Rock no Survivor Series. Foto: Google

Antes de falar do que realmente é de minha competência, preciso deixar meu ódio gratuito e genuíno ao fato do 7 a 1 dado pelo time do Raw em cima do Smack Down. Que isso? Um filme? Todo mundo sabe que a tortura que é aturar 3 horas de um show que faz as mesmas coisas há 87 anos, é um repeteco de combates sem fim. OU FI, O RAW É UMA MERDA, UMA-MERDA, TODO MUNDO É CIENTE DISSO, NÃO FODE NÉ IRMÃO. É como diz a minha amada musa Juliette, haja farinha pra engolir tanta forçação.

“Ah, mas você só sabe reclamar da WWE, é só não ver e pipipi popopo”

Senhores, entendam, EU AMO FALAR MAL DA WWE, ME FAZ BEM, ME TRAZ PAZ, então me deixa ser feliz.

Mas vamos falar do único fato que me deixou verdadeiramente feliz nesse Survivor Series: o festival de looks entregues na noite de domingo, o que me deixou em estado de extrema alegria. Dito isso, não podia deixar de comentar a respeito de alguns, mas já aviso que, assim como vai ter aclamação, também vai ter uma crítica com dorzinha no meu coração, mas vamos lá.

Damian Priest e Shinsuke Nakamura

Foi de uma canalhice extrema esse combate estar em um pré-show, mas algo que não foi nada canalha foram os lookinhos escolhidos pelos dois para o duelo. O campeão dos EUA Priest estava todo trabalhado em correntes, tons de cinza chumbo e algumas tachinhas. Ele que em si já é bem estiloso, tanto em quesito de figurinos como em roupas de luta, estava mais gostoso do que de costume.

Já o campeão intercontinental Nakamura, não mostrou novidade alguma no look, mas mesmo assim é digno de se comentar, já que pela minha opinião pessoal, Nakamura é a cara do “camp” e pra mim ele banca looks um pouco mais elaborados com muita facilidade, o fato dele ser um puta showman ajuda bastante. No mais, ele veio com uma gear de um Smack Down qualquer, mas ainda sim, tava bonito.

Foto: kimberlasskick

King Xavier Woods

Nós entendemos essa referência aí heim Xavier! Eu gosto da sutileza que ele tem em meter referência aos amigos que estão do lado de fora das muralhas da WWE. Para esta aparição, nosso amado e estimado rei usou uma jaqueta ao estilo guarda real com uma capa em um dos ombros, homenageando o seu grande amigo, o ex campeão da AEW, Kenny Omega, este que finalmente pode tirar seu merecido tempo de descanso para poder cuidar de suas várias lesões. Eu particularmente não gosto de capas em um ombro só, não gostei da do Kenny no Full Gear, mas como se trata de uma singela homenagem a um amigo querido, vou deixar passar.

Foto: kimberlasskick

Seth Rollins

Eu juro pra vocês que tô fazendo o máximo de esforço possível pra não mencionar mais este homem nos meus textos, MAS É HUMANAMENTE IMPOSSÍVEL, DESCULPA GENTE.

Como um milagre de natal, devo dizer que curti muito o que foi feito na calça do marido da Becky, ele conseguiu representar o Raw de um jeito bem legal, com uma estampa floral em um fundo vermelho, lembrou até de um vestido que eu usei no casamento de uma amiga que era da mesma estampa. O lado bom disso é que ela foi usada como um detalhe a mais na parte da cintura e em uma das suas joelheiras, ornou muito bem com a cor cinza e os strass espalhados, só senti falta da tradicional camisa de metadinha que o Rollins usa em todo SS. Finalmente um elogio, meses depois de ter estreado na criação de conteúdo de luta livre usando você Seth, devo te agradecer mais uma vez?

Foto: kimberlasskick

Usos

Precisamos enaltecer o fator Usos usando branco. Sempre digo como os tons claros e vibrantes ficam incríveis quando usados por pessoas negras, o tom de pele é muito bem valorizado aqui, a própria Naomi é um exemplo disso. Não é a primeira vez que os primos do Roman usam branco e talvez não seja a última, o que chama bastante atenção é que assim como outros neste show, eles fugiram do dress code tradicional do Survivor Series: vestir as cores que representam seu show.

Enfim, um destaque para as franjinhas na camisa do Jimmy, Jay, gente, eu juro que passei um par de tempo no Instagram dos dois pra tentar identificar quem é quem pra dizer quem estava usando as franjas, mas o que importa aqui é o fator customização, inclusive façam isso, é uma forma de estender o tempo de vida das suas roupas e dar uma nova cara pra elas.

Foto: kimberlasskick

Team Raw vs Team Smack Down: A verdadeira batalha foi a dos looks.

Foto: WWE

Se dependesse somente da parte do show, este Survivor Series teria muito pouco a ser salvo, em compensação, tudo que vi em relação à moda foi incrível. As gatas entregaram tudo e muito mais nas suas roupinhas de guerra, o dress code padrão foi respeitado até chegarmos na Queen Zelina, que mesmo vestida de Naruto, estava bem bonita com sua gear laranja. Se a gente parar pra pensar, laranja é uma cor próxima ao vermelho e que leva vermelho em sua composição, logo, a moça não fugiu tanto do padrão assim.

Foto: kimberlasskick

Destaques para Carmella (sim gente, ela serviu no look) que usou uma gear que estava ali na mesma linha da Becky Lynch e Nathalya que finalmente não veio com aquele monte de transparência fora dos lugares apropriados e que estava lindíssima com uma gear trabalhada em pedrarias da 25 e uma jaqueta com aplicações espelhadas.

Foto: kimberlasskick

Shotzi, Tony Toró (que não foi esquecida no churrasco), Liv Morgan, Shayna e a grande gostosa, na qual eu queria que me macetasse neste exato momento Rhea Ripley (desculpa Bruna) vieram com elementos habituais das suas gears, claro, usando o azul e o vermelho dos seus respectivos shows. Ambas estavam incríveis.

Foto: WWE

E o que dizer sobre a mamacita Sasha Banks? Falar do look da gata é chover no molhado, fico feliz de ver que a modelagem das suas últimas gears tem vendo com mudanças bem simples, mas que ainda sim respeitam o estilo e a marca registrada que são as tiras espalhadas pelo braço e colo.

Foto: kimberlasskick/ Mark Torres

Infelizmente e com o coração doendo, dou o destaque negativo pra Bianca Belair (fique claro que só na parte fashionista tá?!). Eu sei que a gente tem que vestir a camisa da empresa e tal, mas cara, daí a colocar a logo do Raw como estampa pra gear já é um pouco demais, primeiro porque a logo do Raw é feia, tal qual a instituição Monday Night Raw todas as segundas e segundo porque simplesmente não combina colocar isso numa gear.

Não é a primeira que a Bianca usa, no Summer Slam desse ano ela apareceu com a gear lotada de mini cinturões do Smack Down e uma jaqueta com aplicações meio mal colocadas. Enfim, eu entendo que nem sempre a gente acerta na hora de criar ou vestir uma peça, mas eu amo tanto a Bianca que oro pra ela nunca mais fazer isso, porque a gear do Survivor Series do ano passado dá um banho nessa.

Foto: kimberlasskick

No mais, no meu Survivor Series dos looks, ganha o Team Smack Down. As meninas usaram muito bem o azul da marca mais como detalhe do que como cor predominante nas gears, a gente conseguiu ver muitas tachas, pedraria e brilho, looks um pouco mais bem elaborados do que as meninas do Team Raw.

Big E

Assim como seu parceiro de New Day, Xavier, Big E também tratou de utilizar referências em sua gear e a escolha da vez foi a sitcom Seinfield, um programa de comédia criado por Jerry Seinfield e Larry David, onde Jerry é um comediante que tenta ganhar a vida em Nova York e vive em um apartamento onde recebe seus amigos e onde as tramas se desenvolvem. Os escritos na sobreposição e no seu macacão são trechos e piadas do próprio programa, assim como a cartela de cores que segue a logomarca da atração.

Foto: kimberlasskick

As donas e senhoras deste show: Charlotte Flair e Becky Lynch.

Fazendo aqui o que a WWE deveria ter feito com as meninas: colocá-las no main event, pois elas merecem. A gente sabia que Charlotte e Becky entregariam uma lutaça, trocação franca mesmo, rinha real, mas elas foram além e entregaram os looks da noite. Esse seria um combate completo e perfeito se não fosse pelo temido roll-up, o golpe mais fatal desta empresa.

Eu falei aqui sobre dress code e Charlotte foi a primeira a quebrar esse padrão, até porque de azul, já bastava o design da sua entrada, mas pra dizer que não, a gata fez a Paola Oliveira e pintou as unhas de azul pra dizer que o Smack Down tá representado. Agora vamos ao que interessa: o look IN-CRÍ-VEL da reina, um robe preto, com muito brilho e plumas, numa pegada vilãzona mesmo que saiu um pouquinho do modelo padrão seus outros robes. Gostei demais dos detalhes no top e das tiras a mais que colocaram em torno do colo e pescoço. A mulher veio disposta a amassar a ruiva na porrada não só em termos físicos, mas em termos fashionistas também.

Foto: kimberlasskick

E sobre o verdadeiro homem dessa empresa, Becky Lynch eu só tenho a dizer: orgulho define! Desde o seu retorno, Becky tem ousado e arriscado cada vez mais usando looks que jamais imaginaríamos vê-la vestindo há sei lá, 4 anos atrás?! Isso realmente é muito incrível de ver e mais incrível ainda é ver que tudo que ela veste casa perfeitamente com sua personalidade e atitudes nos últimos tempos. Sério, é maravilhoso ver quanto a Becky evoluiu em questão de estilo, não só dentro, mas fora do ringue também, a mulher com certeza é o ponto de equilíbrio da moda no casal com Seth Rollins, tudo que ele faz de errado, ela vem e mostra o modo certo.

Foto: kimberlasskick

Eu A-M-E-I de verdade o look vermelho como um todo, foi uma mistura de Britney Spears em “Ops, I did it again” (a textura em vinil) com Feiticeira Scarlate (a joelheira/bota com recorte pontiagudo). Sou contra o uso de vinil e seus derivados, mas caramba, a Becky era um ser divino entrando no ringue com aquela roupa e pra ficar mais perfeita ainda, tinha aquela jaqueta, MEU DEUS. A dona da WWE veio bem Femme Fatale e cheia de ódio no coração acabar com a marra da reina e conseguiu. As duas entregaram absolutamente tudo e foram uma das poucas coisas que salvaram aquela tragédia de evento.

E pra vocês, quem foi o top look deste Survivor Series? Espero que tenham gostado dessa resenha, pois tentarei fazer mais resenhas como esta em outros pay-per-views! Beijos beijos.

Myrcella

A palhaça que acha que sabe falar de moda e luta livre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais postagens