WWE procurou jornalistas para escrever sobre a história da AEW e Domino’s

295 0

Por mais que a WWE insista que a AEW não é sua competição, algumas ações parecem dizer o contrário. Foi o que as últimas notícias trouxeram à tona, pois segundo o portal Babyface v. Heel, a WWE procurou jornalistas para que escrevessem sobre a Domino’s estar considerando retirar os seus anúncios da programação da AEW.

Na noite de quinta-feira, o portal Front Office Sports postou uma notícia por Michael McCarthy afirmando que a Domino’s Pizza estava pensando em retirar anúncios do AEW Dynamite por conta de Nick Gage usar um cortador de pizza como arma em Chris Jericho, coincidindo com um anúncio da Domino’s quando o programa foi para os comerciais no modo Picture-in-Picture. (Um insider da indústria enfatizou para o Babyface v. Heel que o comercial da Domino’s foi uma coincidência, assim como o fato que nenhum outro anunciante procurou a AEW para discutir preocupações com o conteúdo.) Isso acabou ajudando a história a viralizar, embora isso tenha sido considerado uma coincidência divertida, muito porque o próprio artigo do Front Office Sports trazia algumas red flags curiosas:

  • O segundo parágrafo afirma que a Domino’s estava “ameaçando retirar anúncios de transmissões AEW na TNT”, embora sua citação de um porta-voz da Domino’s seja muito mais branda dizendo que eles “estão avaliando a presença publicitária no [Dynamite] daqui para frente.”
  • A declaração da Domino’s começa com “Compartilhamos as preocupações ditas sobre este incidente e o conteúdo deste programa classificado como TV-14”, embora o artigo não descreva nenhum exemplo de qualquer pessoa que tenha preocupações sobre isso antes que a Front Office Sports tivesse feito contato. (Um e-mail enviado para Domino’s na noite de quinta-feira pedindo esclarecimentos sobre o texto de sua declaração não teve resposta.)
  • A versão original do artigo termina com a alegação sem fontes de que “combates sangrentos [da AEW] afastaram alguns fãs e críticos, especialmente durante a pandemia COVID-19”, algo que não é verificado pelas métricas de audiência disponíveis, como classificações da Nielsen.
  • Uma edição “às escondidas” do artigo – uma alteração feita sem um aviso de atualização – adicionou o seguinte texto imediatamente abaixo do final original: “A transmissão de quarta-feira atraiu 1.108 milhões de espectadores, a quarta maior na história do AEW e a terceira semana consecutiva que teve em média mais de um milhão de espectadores. ” Isso é algo que mais ou menos contradiz o parágrafo anterior.

Em geral, a coisa toda parecia estranha, especialmente quando você leva em consideração as tentativas anteriores da WWE de categorizar a AEW (e anteriormente a WCW) como excessivamente violento, sua fama antiga de plantar notícias, e coisas do gênero. Na sexta-feira, Dave Meltzer deu fortes indícios no mais recente Wrestling Observer Newsletter (link exclusivo para assinantes) que a WWE plantou a história, com Rich Kraetsch e a conta do Twitter de Joe Lanza do Voices of Wrestling, dizendo abertamente que a WWE havia tentado fazer isso. (Um porta-voz da WarnerMedia, questionado na tarde de sexta-feira sobre a maior controvérsia e os rumores sobre o envolvimento da WWE, recusou respeitosamente de comentar.)

Ainda tem mais: de acordo com uma imagem compartilhada com o site Babyface v. Heel, um repórter de uma publicação relevante, ao entrar em contato sobre a notícia, disse explicitamente que a WWE o havia contatado para escrever um artigo sobre a situação da Domino’s com a AEW. (Como condição para obter a captura de tela em primeiro lugar, o portal concordou em reter informações de identificação sobre o repórter que enviou a mensagem, que não é especialista em cobertura de luta livre profissional.) Essa situação acontece apesar da insistência usual da WWE na chamada de quinta-feira com os investidores dizendo que a AEW não é a competição da WWE, seguindo a linha padrão de dizer que tudo é a competição deles.

A WWE e a AEW não responderam imediatamente a um e-mail solicitando comentários sobre o assunto; Michael McCarthy da mesma forma ainda não respondeu a um pedido de comentário enviado por mensagem direta no Twitter.

De acordo com Brandon Thurston/Wrestlenomics, a luta Gage vs. Jericho foi o segundo quarto de hora mais assistido da edição do Dynamite na última quarta-feira. De acordo com os dados de classificação da Nielsen, o segmento teve uma média de 1.179.000 espectadores, com 633.000 deles entre os principais adultos com idades entre 18 e 49 anos. O retorno da AEW às turnês estimulou muito a audiência deles, com as últimas três semanas tendo números não vistos desde as primeiras semanas do Dynamite em outubro de 2019.

E você pode conferir a luta que causou toda essa polêmica HOJE às 23h na telinha do canal SPACE. O evento principal que contou com Chris Jericho de volta com sua persona de Painmaker, contra o maior ídolo da GameChanger Wrestling, Nick Gage. Não se esqueça de usar a tag #AEWSpace no Twitter.

Airton Reis

Conheci a luta livre em 2008 e isso mudou a minha vida. Surgiu a ideia do WrestleBR em 2014 quando a WWE passou a ser ao vivo por aqui. Desde então, escrevo sobre tudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais postagens

John Cena vilão? NÃO!

Posted by - 19 de outubro de 2015 0
Clark Kent, o homem por trás do Superman, é um homem correto, trabalha diariamente em seu emprego, e quando precisa…