O verão de Punk – 2011

3174 0

Eu não sei como escrever o melhor ano da minha vida assistindo WWE. Já parei pra refletir inúmeras vezes aquilo tudo que eu tive o prazer de acompanhar dia após dia. Vamos lá.

1

Mais um ano passando na mesmice, nada de super relevante acontecendo. CM Punk estava como o comandante da nova Nexus e era basicamente o dono do midcard. Era sempre Punk na segunda hora do RAW, com histórias que não possuíam tanta relevância. Até o momento que mudou a história desse ano, Punk estava se envolvendo em rivalidades com Orton, Big Show e Rey Mysterio.

2

No dia 20 de junho de 2011, CM Punk venceu uma triple threat que lhe garantia ser o #1 contender pelo WWE Championship, e na ocasião disse que seu contrato expiraria após o PPV Money in the Bank e sairia dele com o título. Não parava por aí.

Na semana seguinte, CM Punk invadiu uma luta de John Cena para fazer aquilo que ficou marcado na história da WWE. CM Punk fez uma promo onde dizia tudo aquilo que incomodava ele na WWE, sem poupar nenhuma palavra. A promo foi tão real e chocante que muitos ficaram se perguntando no final se aquilo fazia parte do script ou se Punk foi além do que devia. A WWE estava de volta aos holofotes da mídia.

Assista aqui a famosa pipebomb de CM Punk.

Punk sairia da WWE para sempre em 3 semanas. Você pode imaginar que tudo estava já feito para acontecer e sob controle da WWE, mas não estava. Punk iria mesmo sair.

3

Semana pós semana, Vince tentava impedir Punk de sair da empresa, com medo de que ele fosse embora com o bem mais precioso da companhia, o WWE Championship. E John Cena teve finalmente o gostinho de ser heel, visto que na atual situação todos os papeis estavam invertidos ali.

4

John Cena se encontrava numa situação que nunca experimentou antes. Tudo bem, em todo evento ouvimos a dualidade de “Let’s go Cena” e “Cena Sucks,” mas dessa vez era diferente. Cena aqui é parte do que está errado, ele pode não ter a intenção, mas Cena é indiretamente o vilão da história. E ele fez maravilhosamente bem seu posto.

6

O dia chegou. Quando o relógio chegasse à 0h, o contrato de Punk com a WWE estaria acabado. Ele sairia dali, da sua cidade natal Chicago, com o título. Nunca se viu uma crowd tão perfeita e barulhenta como esta. Nunca se viu John Cena tão por baixo num evento.

7

A luta fez por valer suas 5 estrelas dadas por Meltzer. A emoção que já tomava conta da arena, tomou conta da luta. Ninguém tinha total certeza do que aconteceria ali. WWE está dando um fim digno à CM Punk? CM Punk está indo embora com o título? Tudo podia acontecer, e aconteceu.

8

O cinturão é dele. Vince tenta de todas as maneiras evitar isso, mas o cinturão é dele. Nesse momento, a WWE é dele. E ele não está mais lá. Seu contrato acabará em poucas horas e ele foi embora com o título.

9

Punk foi embora pelo meio daqueles que estavam ali por ele. Esse PPV nunca sairá da minha cabeça. Quando finalmente a transmissão saiu do ar, fiquei horas sem reação. O stream ali já com a mensagem de erro e eu sem me mover. Não conseguia digerir tudo aquilo que acabei de ver. Eu estava presenciando ao vivo o maior momento do wrestling que poderia ter visto ao vivo.

10

Poderia aqui continuar a contar sobre como foi o retorno de Punk e todo o desenrolar dessa feud, mas pararei por aqui. A história não perde a força ou fica pior aqui, pelo contrário, Punk só continua a crescer e fazer por merecer seu topo na empresa. Se não fosse por CM Punk, meu 2011 seria apático.

2008 – 20092010 2011 – 201220132014 – 2015 – 2016 2017

Airton Reis

Conheci a luta livre em 2008 e isso mudou a minha vida. Surgiu a ideia do WrestleBR em 2014 quando a WWE passou a ser ao vivo por aqui. Desde então, escrevo sobre tudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Mais postagens